?

Log in

Fuck off and leave me alone

I STILL LOVE YOU, MOTHERFUCKER!!

Why can't I get you off my mind? Stop this torture right now!! I wish we'd never met each other.

Dança da magia

Os tambores começam a tocar e todos se organizam em roda para a dança que começa. Um homem traz uma caixa azul para o meio da roda e a abre. De repente, uma luz verde se espalha pelo ar e todos começam a ser sugados para dentro. A sensação é magnífica, pois tudo o que vemos são estrelas diminutas em um mar de verde-limão esvoaçante. A dança no espaço continua. Todos flutuando em pares enquanto pulam, giram e esvoaçam com o vento eternamente no universo paralelo.

A gaita de fole começa a soar e sua música penetra na minha alma. Em um pulo de quinze segundos, cheguei à Escócia e estou dançando jiggles com um pessoal que encontrei na rua! Quando foi que vesti esse kilt? Nem eu sei, mas está combinando pra caramba. Espero que no meio da música, alguém me explique o que é literatura, porque de livro que é bom, aqui não vejo nada. O bom da vida é que a dança sempre continua com muitas pessoas diferentes, sempre mudando os casais amarelos. Se não fosse assim, quem nos diria qual é a verdade de dentro da caixa? Joga no meio da roda, pessoal, porque a dança ainda demora a acabar. Gosto do universo estrelado que vejo quando olho à minha volta. É um lugar onde os gângsteres de armário são minúsculos e inofensivos, e onde todo o perfeccionismo não faz sentido.

Palmeiras espalhadas pela rua. O asfalto está rachado e as casas mostram sinais de que logo vão desmoronar, pois são invadidas por raízes de árvores e outras plantas que as perfuram sem dó. Viva a natureza! O homem sumiu do mundo de repente, e trezentos anos depois, cá voltei eu pra averiguar a situação. Quem me diria que as construções seriam tão frágeis à natureza?! Gosto dos gatos e outros animais que invadiram os prédios e formaram um novo habitat em meio às mesas de escritório e cadeiras giratórias que, misteriosamente, não são mais as mesmas do passado. Estaria eu em um escritório alienígena? Acho que não. Deve ser só a junção das dimensões mesmo. Tudo que foi pra outra sumiu desta, mas deixou seus traços. Pobres dos gatos, que foram deixados para trás nesta situação de miséria! Mas tenho certeza de que eles ainda voltam a ser selvagens e evoluem pra alguma outra espécie mais complexa.

Agora, tudo faz sentido. Eu entendo por que aquele cara escreve daquele jeito! Tenho certeza de que ele deve chegar ao mesmo estado que eu às vezes e pensar naquilo, porque eu não vejo outra razão para as crianças desmaiarem em uma clareira no meio da floresta e depois voltarem para casa como se nada tivesse acontecido em plena Segunda Guerra Mundial. Elas deram muita sorte, é verdade. Tenho certeza de que se fosse hoje em dia, teria caído uma bomba em cima de todo mundo, mas acho que naquele dia só reinou a paz. Qual terá sido o cogumelo? Espero que não seja o cor-de-rosa, porque as fadas da juventude não gostam muito desse. Quem sabe estejamos todos dentro de uma ilusão? Acho que podemos ir falar com o faraó se quisermos, mas a ilusão quer nos impedir de ver a realidade. Fora a ditadura ilusionista! Viva a surrealidade, que é a mais pura verdade! Amém.

Cuidado, celtas, pois os anglos e os romanos estão atacando a cada instante! Peçam a proteção da terra, porque o que está para vir é uma maré de sangue púrpura! Avante, guerreiros! Lutemos por nossos amigos, famílias e unidade do povo de boina! Vitória! Vitória! A unidade celta nunca terá fim! Ataquem com suas flautas e tambores, pois a música vencerá a guerra por nós!

Escocês de corpo e alma, sou um guerreiro da liberdade! Luto pela paz ao som das rabecas, gaitas de fole, flautas e tamborins que eventualmente soam no ambiente. As mulheres, todas muito mágicas com seus vestidos brancos, rodopiam acompanhadas pelo vento que, movido pela magia musical, penetra nossas almas. Logo acendemos a fogueira e damos início aos rituais ancestrais, que ligam nossos espíritos à mãe terra. Todos dançam e rodopiam muito, com somente a paz e a magia em suas mentes. Feitiço pacífico, espalhe-se por toda a Grã-Bretanha! Nossos ancestrais nos circundam, acompanhados pelo antigo povo da Gália que, falando sua língua ininteligível nos enchem de graça e bons pensamentos. As garotas de olhos azuis cantam a nos encarar, o que me incomoda um pouco, mas não tem nada demais. Afinal, elas cantam por um bom motivo!

O que fazer quando tudo começa a voar com os índios em volta da fogueira? 

Tags:

Rolês com nossa amiga Mari

Estamos nós três sentados a conversar quando, de repente, eu olho para uma árvore à nossa frente. Eu sei que existe algo muito misterioso naquele lugar, pois vejo uma mulher de pele morena com seus cabelos envoltos por um pano branco, vestindo um vestido branco e longo e sapatos marrons – talvez a única coisa além de sua pele que não fosse branca naquela cena – procurando por algo entre os galhos. Tem também um menininho entre os galh​os, mas ele não faz diferença alguma para mim. É só mais um na vida.

Então, vem descendo um felino (talvez uma jaguatirica) de lá de cima com uma ratazana (ou um coelho, por alguns segundos) em sua boca, dirigindo-se ao que tudo se dirige: a marmota celeste, que desce dos céus graciosamente, carregando em uma cesta uma nova criança ao mundo. Logo atrás dela, vem uma onça que, ao mesmo tempo em que a segue, faz parte de sua traseira. Talvez, isso queira dizer algo como “estamos sempre em luta contra o mal existente em nós mesmos”, ou “o bem e o mal se completam”. Não sei, na verdade, qual das duas seria o mal: a onça perseguidora ou a marmota, que descia do céu, já que as duas são um só ser.
O que mais me agrada é o Santo Antônio, que fica o tempo todo entre as folhas das árvores nos olhando com um sorriso. Acho que ele não existe, mas de algum modo foi parar lá em cima. Alguém o salve, por favor. Mesmo sorrindo, tenho certeza de que ele está agoniado! Ele me inspira muita simpatia, e posso dizer que até se pareça com um Jesus das árvores.

Eu sou Alice e vim para o mundo maravilhoso, eu acho. Por que não acreditar nisso, já que vi o trono arbóreo com uma cruz de cabeça para baixo lá dentro? Quero dizer, onde mais isso faria todo o sentido senão naquela cena exuberante? 

Tags:

O pato

Quem sou eu, senhor? Boa pergunta... nem eu sei te responder isso. Na verdade, fui tomado por um feitiço e estou esperando que alguém o desfaça. Você pode chamar alguém, senhor? Pode me chamar de Madalena, ok? Não que esse seja meu nome, mas ele me agrada igualmente.



Veja o pato branco

Que atropela o cara manco

Tags:

Matemática

Matemática, faça-me um favor: vá para a merda.

Dança

Não há mais razão. Não há mais preocupação. Não há mais ninguém. Somente nossos corpos unidos ao som das batidas que penetram nossas almas e elevam nossas auras apaixonadas.
Batidas que unidas ao ritmo dos nossos corações formam novos ritmos, inúmeros e com um único sentido que nos escapa ao entendimento. Sou todo seu, você é todo meu e somente isso é o que importa neste momento envolvente que junta nossos espíritos em um só movimento e uma só canção. Somos os donos do mundo agora, unidos pela cor púrpura da paixão e do desejo ardente de nos possuirmos um ao outro. E nada mais importa. Não há mais razão. Não há mais preocupação. Não há mais ninguém.  

Religion sucks

Tive a adolescência arruinada pela religião dos meus pais. Sempre fui obrigado a frequentar a igreja, e quando não queria ir, apanhava do meu pai e era xingado e criticado pelas pessoas da igreja mesmo. Todos cuidavam da minha vida, me vigiavam na rua e muitas vezes aumentavam histórias sobre a minha vida, recheando-as com hipocrisia e mentira e contando tudo para o meu pai quando eu não estava por perto. Mas agora, estou livre disso e feliz como nunca. Talvez, ainda seja criticado pelas costas, mas não dou a mínima. Só fico com dó dos meus irmãos, que estão sendo oprimidos do mesmo jeito que eu fui. Gostaria que eles fossem um pouco mais livres, que pudessem ter um pouco de lazer. Mas vivem sendo obrigadosa cancelar compromissos com amigos para ir pra igreja. Aguardo ansiosamente o dia em que esse monte de religiões hipócritas será lembrado somente como mais um erro do homem em anos de história, ou a época em que pelo menos as pessoas respeitarão o espaço e individualidade umas das outras. 
Deixo claro que gosto de todos os meus amigos, não importa a religião. Só acho que tenha muito mais assuntos agradáveis e interessantes a serem discutidos, e que nossa amizade continue sempre normalmente. Afinal, eu gosto das pessoas pelo que elas são, e não pelo que acreditam. 

Taalkundig talent vertelt ons alles.

 Mensen die taalkundig talent hebben, hebben ook de tendens om homo's te zijn, weet je? En zo ben ik ook.

Fuck

 You think YOU are the centre of the universe, isn't it? Why don't you just realize how selfish you are? Sometimes you don't deserve to be called a father. I still don't understand why did I misuse my time taking care of somebody as dull as you without receiving any thanks,  when I could be travelling abroad and having lots of fun with my friends. Your pride makes your existence a torment to me since I was a child. Why don't you just realize your mistakes and apoligize to me!? Is it that difficult? Why should I be the only one to apoligize here? The fact of being a son doesn't make me inferior, please understand.
You say you don't want me home anymore. Well then, I'm going away within a year. But firstly, I want you to know that I'm never gonna be as egoist or arrogant as you are. If you need me someday, I'm gonna help you whithout blinking an eye. I'm sure that if you're a really a proud man, you'll feel very ashamed of it, won't you? You're gonna think about all your pride and your condemnable behaviour towards me, your own son, and feel very bad. Please, thank God that such will be my vengeance. If I really were a bad son, I could just leave you away in an elderly home and keep living my life the way I want. But you're lucky that I'm not such a person.  
I'm gonna show you that christian rats like you aren't anything else but common people just like I am. I'm also gonna show you that everybody deserves the same respect as an human being, and that I'm not gonna treat you bad for being ancient. Why the hell would somebody be superior for being a christian? Why doesn't everybody just realize how unfair Christianity is? How come did you become a pastor? If I may tell you my point of view, that's a regress in life as an human being. That's shameful for me. But yet I don't hate you, because that was your own choice. I'm also gonna make my own choices in life, including never enter a church again. 

There are still many things I wanna tell you. But probably you'll never see this post, so this will last forever as a post of a rebel son who doesn't have nerve enough to face his own father up and tell him every single thought that dwells in his childish but adult mind. 

Impossível

 Não posso mais continuar minha amizade com aquela pessoa. Ela nunca vai me aceitar. Estou muito triste. Mas é melhor terminar tudo antes que a situação fique pior.